quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Vários Artistas - Skinhead Revolt


Não era nem pra tá explicando mais aqui.

Na época que este disco foi lançado os skinheads não tinham nada a ver com nazismo/facismo. Anos 60, quando surgiu o movimento skinhead, não existiam de forma alguma algum skinhead nazi ou até mesmo racista. Até porque o movimento deve 100% a sua existência as pessoas negras e seus descendentes. Graças a recessão inglesa e a dama de ferro (margaret tatcher) começaram a aparecer alguns mongóis com idéias de direitas dentro do movimento e por fazer muita bagunça na rua chamando a atenção da mídia, começaram a chamar todo mundo de skinheads e o resto da história é fichinha. Só pra complementar aqui. O skinhead reggae ou também conhecido como early reggae é a primeira versão do reggae. Uma boa maneira de mostrar como misturar diversão com política só da merda. No caso do reggae virou som de maconheiro hippie depois que misturaram reggae com religião e assim surgiu o roots reggae.
Em todo lugar tem gente dos juízo fraco.
heheheheh

1. Skinhead Revolt - Joe the Boss
2. What Will Your Mama Say - Jones, Clancy
3. If It Don't Work Out - Pat Kelly
4. Champion - GG All Stars
5. Little Better - Lloyd Parks
6. Left With a Broken Heart - The Paragons
7. In the Spirit - Lloyd Charmers
8. Reggae Girl - The Tennors
9. Death a Come - Lloyd Charmers
10. Skinhead Speaks His Mind - Hot Rod All Stars
11. Dark End of the Street - Pat Kelly
12. Shu Be Doo - Clancy Eccles
13. Come a Little Closer - Eric Donaldson
14. Barbarus - GG All Stars
15. Loving Reggae - The Maytones
16. Ease Me up Officer - Soul Ofrus
17. Got to Get Away - The Paragons
18. To Love Somebody - Busty Brown
19. Place Called Happiness - Rudy Mills
20. Last Call - Silver Stars

Tamanho do arquivo: 47.66 MB
Download

*Disponibilizamos alguns discos aqui apenas por motivo de divulgação. Se você realmente gostou da banda compre o cd.

2 comentários:

Mário disse...

Olha, cara, esse post é tão velho que nem valeria a pena comentar. Mas é o seguinte, sou um cara absolutamente louco por early reggae, curto a cultura skinhead e não tenho absolutamente nada contra o roots e o hábito de fumar um baseado, afinal de contas, se você não sabe, a maioria dos cantores e músicos de ska, rock stead e early reggae eram drogados e 99,9% usavam (ou ainda usam) erva. Então, o discurso moralista contra a maconha e realcionar o desinteresse dos skins pelo roots à maconha é um equívoco. É uma questão pura e simplesmente de afinadade sonora, cara, de identificação. Há até aqueles skins (alguns amigos meus, por exemplo) que curtem roots pra caralho e tem amizade com negros dread locks maconheiros (alguns músicos de suas bandas) e skins que fumam maconha também cara, em que mundo vc vive? Fora tudo isso, o post é muito bom. See yah, man.

Rude Igor disse...

Cara você interpretou muito, mas muito mal o texto.
Nada contra quem fuma. Ainda mas hoje em dia que isso é uma coisa completamente normal.
A diferença entre o early e o roots é que aqui no brasil
reggae virou sinónimo de música hippie. Se não consegue ver isso eu não sei em que mundo você vive.